Bravo com o Faquir

Um Faquir clamava que poderia ensinar qualquer analfabeto a ler através de uma “técnica instantânea.”

“Ok,” disse Nasrudin. “Ensine-me.”

O Faquir tocou a cabeça de Nasrudin e disse, “Agora leia alguma coisa.”

Nasrudin saiu, e retornou a praça da aldeia uma hora depois com um olhar raivoso em sua face.

” O que aconteceu?” Perguntaram os aldeões. “Você pode ler?”

“Na verdade eu posso,” respondeu Nasrudin, “mas não foi por isso que eu voltei? Agora onde está o salafrário do Faquir?”

“Mulla,” disseram as pessoas, “ele ensinou você a ler em não mais do que um minuto. Então o que faz você pensar que o Faquir é um salafrário?”

“Bem,” Nasrudin explicou, “eu estava justamente lendo um livro que afirmava, ‘Todos os Faquires são fraudes.’ ”

Extraido do livro 200+ Mulla Nasrudin Stories and Jokes
Traduzido por Mandelas Zurc

Anúncios

A Mudança do amigo

Um amigo de Nasrudin disse um dia, “eu estou mudando para outra vila. Você pode me dar seu anel? Desta forma eu sempre lembrarei de você todas as vezes que olhar para ele!”
“Bem,” respondeu Nasrudin, “você pode perder o anel e esquecer-me. Então em primeiro lugar eu não vou dar o anel a você, desta forma todas as vezes que você olhar para o seu dedo  e não ver o anel, você definitivamente se lembrará de mim!”

Extraido do livro 200+ Mulla Nasrudin Stories and Jokes
traduzido por Mandelas Zurc

O presságio

O rei estava de mau humor. Quando saía do palácio para caçar, esbarrou em Nasrudin.
– É um mau presságio ver um mulá quando se vai caçar – gritou para seus guardas. Não deixem que ele me olhe, batam nele para que saia do meu caminho!
A ordem foi cumprida. A caçada, porém, foi um sucesso.
O rei mandou buscar Nasrudin.
– Sinto muito mulá. Pensei que era um mau presságio, mas comprovei que não é bem assim.
– Vossa Majestade pensou que eu era um mau presságio! – disse Nasrudin – Olha-me e tem boa sorte. Eu o olho e levo uma surra. Quem é mau presságio para quem?

O anuncio…

Nasrudin postou-se na praça do mercado e dirigiu-se à multidão:

“Ó povo deste lugar! Querem conhecimento sem dificuldade, verdade sem falsidade, realização sem esforço, progresso sem sacrificio?”

Logo juntou-se um grande número de pessoas com todo mundo gritando:

“Queremos, queremos!”

“Era só pra saber”, disse o mullá. “Podem confiar em mim, contarei a vocês tudo a respeito caso algum dia descubra algo assim.”

Primeira Vez

O Mulla foi convidado para uma casa de campo no fim de semana.

Seu anfitrião tinha alguns cavalos que desfilaram perante os convidados, para que cada um pudesse escolher sua montaria.

O chefe de cavalos, anunciou: “Este foi montado pelo príncipe tal e -tais; este pelo Duque de Blankshire. . .”

‘O Mulla não quis ser superado: “Traga-me, disse ele, um cavalo que nunca foi montado por ninguém.”

O Fim do mundo

– Quando o fim do mundo chegará, Mulla?

– O fim de que mundo?

– Bem, quantos existem?

– Dois, o maior e o menor. Se minha esposa morre, isso é o fim Menor do Mundo. Mas se eu morrer – isso é o fim maior do mundo.